Comércio Exterior: Profissões e salários

Se alguém almeja fazer uma carreira em determinada área, precisa estudar o mercado: o que ele busca e quais as qualificações necessárias para o pleno desempenho das funções. A maioria dos profissionais de Comércio Exterior vivem uma experiência semelhante no início de suas trajetórias profissionais: iniciam um curso de formação, sem saber ao certo em qual área irão atuar. Essa descoberta acaba sendo um processo gradual, à medida que vão se familiarizando com esse universo. O intuito deste blog é fazer com que você, que deseja ingressar neste ramo, possa conhecer um pouco mais de cada profissão, o que ela faz e quais as perspectivas de salário e crescimento. Enumerar todas aqui seria uma tarefa quase impossível. Novas profissões surgem todos os dias, mas entenda um pouco das principais.

O tecnólogo tem duração mais curta e formação mais objetiva, normalmente, direcionada a alguma área específica do Comércio Exterior, com o objetivo de uma rápida inserção no mercado de trabalho. Já a graduação tende a ser mais completa e generalista, o que habilita o graduando em diferentes campos de atuação. Dentre elas, podemos citar a Administração com Ênfase em Comércio Exterior e Relações Internacionais, que traz um arcabouço que abrange todos os assuntos internacionais, como a Política e a Economia.

Profissões de nível superior em Comércio Exterior

Um técnico começa ganhando em torno de R$1.976,00 e pode vir a ganhar R$3.003,00. A média salarial no Brasil é em torno de R$2.331,00. O site Trabalha Brasil define que, os objetivos do cargo são: “Executar, acompanhar e controlar em unidades de administração pública e privada as atividades relacionadas a comércio exterior, regimes alfandegários e cambial, além de atividades próprias da rotina administrativa”.

Dentro das trajetórias profissionais possíveis, destacamos as seguintes:

  • Agente de Comércio Exterior: A faixa salarial varia de R$1.621,24 a R$5.057,62. A média salarial é de R$2.284,00 e 43 horas semanais.
  • Agente de Carga Internacional: A média salarial é de R$1.672,77 e 44 horas semanais. Variando de R$1.187,66 a R$3.733,36.
  • Analista de Comércio Exterior: Em 2019, a média para o mercado brasileiro é de R$2.284,00. O piso da categoria é de R$1.621,64 e o teto R$5.057,62.
  • International Trader: Esse profissional tira em média R$4.178,00 ao mês. Sendo o piso de R$2.490,00 e o teto em R$5.500,00.
  • Despachante Aduaneiro: Trabalhando em média 43 horas semanais, pode tirar inicialmente de R$2.167,27 a R$6.893,95 e em média R$3.052,49. Um ajudante pode tirar de R$992,37 a R$3.091,58.
  • Analista de Logística em Comércio Exterior: Média de R$2.308,15. Chegando a R$5.100,25 no auge da carreira.
  • Chefe de Operações Portuárias: Também chamado de Supervisor, Encarregado e Coordenador. Seu salário inicial gira em torno de R$2.631,77 chegando a R$7.997,65. A média no país é de R$3.706,71.
  • Gerente de Negócios Internacionais: Se inicia ganhando R$5.892,00 e pode vir a ganhar até R$9.912,00. A média para o cargo é de R$7.365,00.
  • Gerente de Trade Marketing: Com uma média de R$10,411,00 e um teto previsto em torno de R$14.327,98.
  • Gerente de Comércio Exterior: A média desse profissional gira em torno de R$8.258,75, iniciando em R$5.863,71, podendo chegar a R$18.614,93.
  • Analista Internacional: A faixa salarial é de R$4.343,48 a R$13.473,79. A média é de R$6.117,58.
  • Advogado Internacionalista: Com um média de R$6.596,63. Iniciando em R$4.683,61 e chegando a R$15.322,29.
  • Consultor de Comércio Exterior: Começa com R$3.555,00, indo até 6.716,00 e uma média nacional de R$5.201,00. Isso, como profissional CLT, naturalmente, um autônomo pode vir a ganhar muito mais.

News

Deixe uma resposta