Saiba qual o melhor curso para quem quer atuar no mercado de Comércio Exterior

Muitos dizem que o Comércio Exterior é uma área prática, que só quem está atuando no dia-a-dia tem o entendimento. A realidade, no entanto, vem se tornando outra: quem se especializa consegue não apenas entrar no mercado, como iniciar o caminho para se destacar nele. Por isso, é importante saber qual a formação ideal para a função desejada.

Dentro do Comércio Exterior há várias subáreas, o que torna a escolha por uma delas ainda mais complexa, porém, valiosa para o mercado, que também busca por profissionais cada vez mais capacitados. Assim, quem opta pela carreira pode fazer desde um curso de formação até um MBA, o que significa se especializar ainda mais.

Para o Coordenador de Educação e Treinamento de Abracomex, Caio Peppe, cada um dos cursos é importante para o profissional, mas tudo vai depender do que ele está buscando para a carreira e em qual momento da sua trajetória ele está.

Cursos de formação

De acordo com Peppe, os cursos de formação servem para quem visa uma carreira mais técnica e sabe qual área irá seguir, pois tratam-se de formações específicas – uma vez que são voltados para quem terminou o ensino médio.

Com uma duração menor do que a de uma graduação, por exemplo, o curso de formação dura aproximadamente 6 meses e busca focar em uma área específica, como Despachante Aduaneiro e Analista de Logística em Comércio Exterior. Com isso, tem um conteúdo mais voltado para a atuação no mercado de trabalho do Comércio Exterior.

A formação proposta por esses cursos dá ao aluno a aptidão necessária para trabalhar em empresas do ramo ou até mesmo de forma autônoma, prestando consultoria para às mesmas. Em alguns casos, o estudante poderá fazer o curso tanto de forma presencial, quanto a distância, podendo também obter programas de trainee perante a instituição de ensino.

Graduação

Dentro da graduação, os cursos são divididos em dois tipos: tecnólogo e bacharelado. Peppe destaca que o curso é uma forma de entrar no mercado e serve para quem quer conhecer, ter as primeiras noções, mas ainda não escolheu o ramo com o qual quer atuar profissionalmente.

Graduação: Tecnólogo

Com duração de 2 anos, o tecnólogo é uma opção de estudo para quem busca um diploma superior, mas em menor tempo. Além disso, ele oferece ao aluno conteúdos como Comunicação Empresarial e Gestão de Pessoas e também permite a ele iniciar no mercado ou empreender.

A formação torna o estudante capacitado para analisar a conjuntura econômica e política internacional, controlar fluxos de embarque e desembarque de produtos internacionais e até controlar estratégias de marketing internacional.

O tecnólogo pode ser feito tanto presencialmente, quanto a distância, modalidade bastante oferecida pelas instituições.

Graduação: Bacharelado

A graduação em Comércio Exterior é mais longa. O bacharelado dura quatro anos e reúne todo o conteúdo da área e do mercado em que ela atua. As disciplinas abrangem funções como o Direito, a Economia e até a Matemática, sendo um curso mais completo do que os citados acima.

Apesar de ser, em sua maioria, presencial, há instituições que ofertam o curso a distância e oferecem diferenciais como programa de Trainee e o ensino de inglês ao longo do curso.

MBA

Quem já possui um tecnólogo ou bacharelado pode utilizar o MBA para se especializar ainda mais no ramo – é o que explica o coordenador. Para ele, o MBA serve tanto para uma especialização em determinada área, quanto para quem vem de uma outra profissão e quer migrar para o Comércio Exterior, já tendo uma afinidade com o mesmo, é claro.

Com duração de cerca de um ano em algumas instituições, o curso é também uma forma do profissional se diferenciar dentro do Comércio Exterior, que apesar do crescimento e boas apostas, conta com uma grande concorrência, além das exigências comuns ao mercado de trabalho.

Agora que você já conhece um pouco mais das subáreas que envolem o Comércio Exterior, é hora de escolher qual caminho você quer seguir e começar os estudos. Aproveite e conheça a Abracomex!

Direção,
Marcus Vinicius Franquine Tatagiba

News

Deixe uma resposta